Fala Sério

Sábado, 11 de fevereiro de 2012

Pastor é linchado por apresentar filme sobre Jesus

O Pastor Rajendra Masih (foto) foi  linchado  por membros de organização extremista indiana, por reproduzir o filme Jesus para fiéis em sua comunidade. Opastor, de 35 anos, trabalha no distrito de Rajnandgaon, no estado de Chhattisgarh (Índia central) e foi golpeado e ferido por um grupo de radicais extremistas hindus. O fato aconteceu no dia 31 de janeiro e é prova que a intolerância religiosa para com os cristãos segue sendo alarmante, alertou a Ong “Global Council of Indian Christians”.

O pastor havia escolhido a versão de um filme em língua hindi . Ao final da projeção, repentinamente, nove militantes hindus apareceram na sala, destruindo todo o equipamento, a tela, o reprodutor de DVD e os auto-falantes. Depois  agarraram o pastor Rajendra e começaram a lhe golpear severamente, causando lacerações e contusões no rosto e o ferindo gravemente no olho esquerdo. A agressão, junto com os gritos e insultos, se prolongou durante mais de uma hora, enquanto que os fiéis presentes, entre eles várias crianças, ficavam aterrorizadas.

Os ativistas depois chamaram a polícia, acusando ao pastor de realizar conversões fraudulentas de fiéis hindus ao cristianismo. Mesmo ferido o pastor foi preso, mas depois liberado.
Fonte: Noticias Cristãs/Jornal do Mundo Gospel

'''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''
Sábado, 11 de fevereiro de 2012

Entidade quer proibir falar que Deus cura


                                       
Uma entidade britânica, a Adversing Standards Authority, está querendo proibir que a expressão “Deus cura” ou similar a esta seja utilizada pela missão evangélica Healing on the Streets que é acusada de estar fazendo afirmações falsas ao usar o como slogan a expressão “Deus pode curar você”. A entidade quer que o slogan seja trocado para “Acreditamos que Deus pode curar você”.

Segundo uma nota emitida eles pedem que a missão “não faça afirmações explícitas ou implícitas que, ao receber uma oração de seus voluntários, as pessoas podem ser curadas”, explicou. ”Também dissemos para eles não citarem em seus anúncios doenças que necessitam de supervisão médica… [os anúncios] poderiam estimular falsas esperanças. Eles foram irresponsáveis”. A tentativa de impedir a propaganda da missão ocorreu após a inglesa Hayley Stevens fazer uma queixa formal no órgão. “Fiquei bastante preocupada com as afirmações que eles fazem sobre doenças e problemas de saúde que este grupo parecia querer resolver apenas com uma oração”, escreveu ela em seu blog.

O motivo seria um folheto distribuído pela missão que afirma: “Deus pode te curar de qualquer doença: úlceras, depressão, alergias, fibromialgia, asma, paralisia, fobias, distúrbios do sono”. A missão HOTS planeja apelar à decisão. O grupo considera “estranho” que um órgão publicitário tente impedi-los de propagar a fé cristã.

As regras sobre publicidade do Reino Unido estão entre as mais duras do mundo.  “ A entidade ainda exigiu que assinássemos um documento concordando em não afirmar o que cremos. Isso é inaceitável, pois seria absurdo eles pedirem a qualquer grupo de não fizesse declarações sobre suas crenças religiosas ou filosóficas”, disse um representante da missão. ”Reconhecemos  algumas das suas preocupações, mas há certas coisas que não podemos concordar, incluindo a proibição de expressarmos nossas crenças”.
Fonte: Charisma News/Jornal do Mundo Gospel

'''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''
Segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Mulher processa igreja acusando ter sido ferida pelo Espírito Santo



Uma mulher chamada Cheryl Jones está processando uma igreja no Michigan alegando ter sido ferida por uma senhora enquanto esta estava fora de controle por estar “cheia do Espírito Santo”. Jones alega que estava na igreja Disciples Christian Fellowship quanto uma senhora “recebeu” o Espírito Santo e caiu para trás lhe causando ferimentos.
Jones fez uma denúncia formal à instituição religiosa alegando que não havia ninguém na igreja para segurar a mulher que perdeu o controle durante o culto, e que a culpa é da igreja por não conseguir protegê-la dos ferimentos que acabou sofrendo na cabeça, pescoço, costas e nádegas.
Alegando dor física, trauma mental e emocional Jones acusa a igreja por descuido e negligência e pediu indenização de US$ 50.000, valor que seria destinado a pagar seu tratamento médico. Ela alegou ainda que a igreja têm geralmente dois diáconos que ajudam as pessoas que perdem o controle durante o culto, mas que naquele dia, ninguém foi ajudá-la.
Brian Millikan, advogado de Cheryl Jones, disse: “ A igreja deveria ter avisado tanto minha cliente quanto as outras pessoas ali deste perigo em potencial. Em especial se eles não vão ter diáconos ou outros membros para ajudar essas pessoas quando caem”.
“A ideia de ser tocado pelo Espírito Santo é render-se. Ao fazer isso, essas pessoas estão rendendo-se a um colapso involuntário. As igrejas parecem tratar esta questão como se o Espírito Santo tirasse a capacidade dos indivíduos em continuar de pé”, disse Jonathan Turley, professor de direito penal na Universidade George Washington, que questiona se a igreja pode ser responsabilizada por não antecipar essas situações.
Turley disse também, ao ABC News, que as pessoas tendem a ignorar seu potencial risco quando entram em frenesi por estarem “cheias do Espírito Santo”.
O caso não é inédito na justiça americana. Outras pessoas já moveram ações similares alegando que igrejas falharam em protegê-las de lesões que sofreram dentro dos templos. Recentemente o Tribunal de Apelações do Michigan confirmou a decisão do júri em cobrar US$ 40.000 em indenizações de uma igreja e afirmou que é “dever da igreja disponibilizar pessoas para aparar os congregantes que eventualmente caem”.
Fonte: Gospel+
'''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''

Sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Humorista da MTV ridiculariza pastores


Aproveitando o grande destaque que o meio gospel alcançou na mídia recentemente, devido a realização do Festival Promessas pela TV Globo, o humorista Marcelo Adnet, da MTV, apresentou um personagem chamado “pastor França”, que prega e canta de forma similar aos pastores neo-pentecostais. Em sua performance, Adnet ironiza os canticos espontâneos e frases utilizadas por pastores nos cultos.
Em um dos vídeos, o personagem pastor França prega em um “culto” com músicos e platéia, e canta uma canção intitulada “Cai, cai Balão, cai, cai na minha mão”. Os erros de português que muitos pastores cometem, não escapam da gozação. “Pratéia, erga a mão e diga: ‘eu também quero o balão na minha mão’. Oh balão, cai cai balão”.

Em um outro vídeo, Marcelo Adnet imita um Pastor da Igreja Universal do Reino de Deus, apresentando o programa “Fala sonhando que eu te escuto”, uma sátira ao “Fala que eu te escuto”, veiculado na TV Record. “Esse é o único pograma de pastô à prova de trote, porque nós contamos com a bina do Espírito Santo”, zomba o humorista.

Em uma de suas performances, Adnet criou um espetáculo de teatro fictício chamado “Comédia em fé”, em alusão à tradução do termo “Stand up Comedy”, que significa “comédia em pé”. Uma das frases do pastor nessa performance brinca com a questão dos dízimos. “As pessoas reclamam: ‘ah, pastor, o senhor cobra muito dízimo, pra quê tanto dinheiro?’ Eu falo: ‘ué? O pastor não fala com Deus? Então imagina minha conta de celular!”.
Fonte: Gospel Prime

'''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''
Quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Deputado chama papa de nazista e genocida



O Deputado Federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) respondeu às declarações do Papa Bento XVI de que o casamento gay seria uma ameaça e colocaria em dúvida o próprio futuro da humanidade. 
Wyllys, um dos principais defensores das causas LGBT na Câmara dos Deputados, e ele próprio um homossexual declarado, usou de artilharia pesada contra Joseph Ratzinger, e acusou-o de ser simpático ao nazismo por meio de sua conta no Twitter.

“O papa suspeito e acusado de ser simpático ao nazismo disse que o casamento civil igualitário é uma ameaça à humanidade. Ameaça ao futuro da humanidade são o fascismo, as guerras religiosas, a pedofilia e os abusos sexuais praticados por membros da Igreja e acobertados por ele mesmo”, acusou o parlamentar.

Wyllys chegou a ‘listar’ uma série de crimes que associou à igreja católica. Segundo eles os crimes vão desde assassinato de mulheres até o holocausto, passando pela escravidão dos negros, o extermínio de povos indígenas, venda de indulgências e tráfico ilegal de riquezas.

“Bento XVI e sua instituição não tem moral para fazer esse tipo de acusação a nós, homossexuais! não tem moral pra falar de nosso amor!”, postou o deputado partidário das causas homossexuais.

O deputado foi ainda mais longe e chegou a classificar Bento XVI como ‘genocida em potencial’. “Espero que os estados laicos do Ocidente não cedam à pressão desse genocida em potencial”.

Wyllys ainda disparou contra o que chamou de ‘fundamentalismo neopentecostal’, que estaria na base do governo do PT.

Declarações
As declarações do Papa Bento XVI foram consideradas as mais fortes já proferidas pelo pontífice contra o casamento homossexual. As afirmações foram feitas durante um pronunciamento de ano novo a diplomatas de cerca de 180 países e abrangeram diversas questões econômicas e sociais contemporâneas.
A Igreja Católica possui 1,3 bilhão de seguidores no mundo. Em seus ensinamentos, prega que os atos homossexuais são pecados. Segundo as diretrizes católicas, o casamento entre um homem e uma mulher constitui a célula fundamental de cada sociedade.
Fonte: Christian Post/Jornal do Mundo Gospel

''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''


Terça-feira, 10 de janeiro de 2012


Conheça os 50 paises mais perseguidores de cristãos

A Organização Portas Abertas, anunciou a relação dos 50 paises que mais oprimem e perseguem cristãos. A Coréia do Norte lidera a lista, que afirma que os seguidores de Cristo são inimigos do estado. Estima-se que entre 50 e 70 mil seguidores da fé cristã são internados em campos de trabalho.
O número de cristãos perseguidos, discriminados e violentados chega perto de 150 milhões fiéis. Após a Coreia do Norte, vem o Afeganistão, Arábia Saudita, Somália e Iran. Em 2011 houve 398 mártires.
Para a organização a situação piorou para os cristãos, especialmente em áreas onde o poder tornou-se o fundamentalismo islâmico mais. Um exemplo disso está no Egito, onde após a queda de Hosni Mubarak, surgiu uma agitação anti-cristã constante por setores ultraradicais muçulmanos.

“Extremismo islâmico tem sido a principal causa da perseguição dos cristãos em 2011″, diz a organização e isso explica a forte presença de países muçulmanos na lista e, por essa razão, “os cristãos não têm quase nenhuma liberdade”, diz o relatório.

Na América Latina, há registro em apenas dois países sobre perseguição dos cristãos: Cuba e Colômbia. O primeiro é motivado pelo atual governo que segue linha parecida com a Coréia e está em 42º lugar. Quanto à inclusão da Colômbia, em 47º lugar, é devido às ações da guerrilha que matam os pastores que não querem cooperar com eles, disse a ONG. Cinco pastores foram mortos ano passado na Colômbia.

Mas no Irã, a perseguição de algumas minorias religiosas se intensificou desde 2005. Mais de 200 cristãos foram presos durante os anos estudados para a elaboração deste Índice Mundial de Perseguição 2012. Oficialmente, apenas os estrangeiros podem praticar o cristianismo naquele país, o que implica uma proibição quase total de fato.

“Durante 2011, 398 cristãos morreram como mártires na Nigéria, Egito e Irã, países com taxas mais altas de morte por motivos religiosos. Uma das características essenciais da acusação é que ele não ocorre por acaso. É organizado voluntariamente, às vezes com premeditação. Ela se desenvolve em várias etapas. Opressão, discriminação e violações de direitos básicos”, diz o relatório.

A lista mundial dos 50 países que perseguem cristãos:

Coréia do Norte,
Afeganistão,
Arábia Saudita,
Somália,
Irã
Maldivas
Uzbequistão
Iêmen
Iraque
Paquistão
Eritreia
Laos
Nigéria (Norte)
Mauritânia
Egito
Sudão (Mianmar)
Tajiquistão
Tunísia
Síria
Emirados Árabes Unidos
Etiópia
Djibouti
Jordan
Cuba
Belarus
Indonésia
Erritórios
Palestinas
Bahrain
Colômbia
Quirguistão
Bangladesh
Malásia
Fonte: Noticias Cristãs


'''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''
Segunda-feira, 09 de Janeiro de 2012


Reino Unido e Bélgica lideram ranking de aborto


Um estudo prévio pelo grupo “REPROSTAT 2″, examinou as taxas de aborto entre as meninas com idades entre 13-19 em 25 países europeus e os resultados mostram que a Bélgica está em primeiro lugar eo segundo lugar no Reino Unido.

O Reino Unido tem as maiores taxas de taxa de aborto na adolescência de 22,1%, e também foi relatado que um quarto de todos os abortos no Reino Unido são, de acordo com o Mail Online.
Curiosamente, a Grécia, que compartilha as leis de aborto similares que o Reino Unido, teve as menores taxas de aborto por adolescentes em uma taxa de apenas 4,1%.

Apesar das baixas taxas de aborto na adolescência, na Grécia, a pesquisa mostra que o aborto em geral permanece relativamente elevado em todo o país. Alguns argumentam que as taxas globais de aborto na Grécia podem ser atribuídas à religião ortodoxa grega, que segundo os críticos não condenam veementemente o aborto.

Finlândia e Suécia, compartilham o terceiro lugar com 19,9% dos adolescentes. Os críticos dizem que essa taxa alta é um reflexo do estilo de vida independente que a maioria das mulheres nos dois países.

No relatório o grupo concluiu que “a cessação das taxas de gravidez na adolescência foram mais elevados nos países nórdicos (17 por 1000 mulheres com idade entre 15-19 anos) do que em outros lugares (11/10 / 1000). Estes altos índices indicam mais de uma necessidade que ainda não satisfeitas de contracepção entre as adolescentes, mesmo em países com acesso universal aos serviços de saúde …” disse o relatório.

O estudo não explica por que as taxas de aborto adolescente são maiores em alguns países, em comparação com os outros, embora muitos críticos tenham suas próprias teorias.
Stammers Trevor, especialista em ética médica e ex-presidente da Christian Medical Fellowship, ficou surpreso com as altas taxas de aborto entre adolescentes no Reino Unido.
Ele disse que a privatização da cirurgia de aborto se tornou uma indústria de fazer dinheiro, e sugeriu que alguns adolescentes são frequentemente encorajados a optar pela cirurgia eletiva controversa para gerar renda.
A Bélgica tem a maior taxa de aborto em geral adolescentes, é um percentual 25,2 gritante. Em contraste, a nova pesquisa sugere que, embora a cirurgia de aborto em adolescentes continua sendo um tema comumem toda a Europa, as taxas caíram nos últimos anos.

Abaixo estão a lista dos cinco países em termos de taxas de aborto na adolescência, de acordo com Reprostat:
Bélgica: 25,2%; no Reino Unido: 22,1%;
Finlândia: 19,9%; Suécia: 19,9%;
Dinamarca: 17,6%.
Fonte: Noticias Cristãs




'''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''
Sábado, 12 de Novembro de 2011

A Igreja Católica ordenou uma pessoa fora dos padrões bíblicos, agora é a vez da Igreja Protestante... segue matéria:

A Igreja Presbiteriana americana ordenou neste sábado pela primeira vez um pastor abertamente homossexual: Scott Anderson, que há duas décadas decidiu revelar que era gay e se viu obrigado a renunciar ao posto em sua congregação na Califórnia.
A ordenação, que marca mais um passo de uma Igreja protestante pela aceitação de homossexuais no clero, acontece após décadas de debate. Em maio deste ano, com o endosso da assembleia nacional presbiteriana, a Igreja resolveu remover de sua constituição a obrigação de um clérigo de estar “dentro do convênio do casamento entre um homem e uma mulher, ou da castidade no celibato”.
Numa entrevista recente em sua atual igreja, no Winsconsin, Anderson, de 56 anos, relembrou o dia em que teve que tomar a decisão após ter sua sexualidade descoberta por um casal, que ameaçou denunciá-lo.
“Foi realmente o pior e o melhor momento da minha vida”, disse Anderson. “O melhor porque pude pela primeira vez dizer que eu era gay. Mas houve também tristeza por ter que deixar o que eu amava”.
Jennifer Sauer, que frequenta a atual Igreja de Anderson no Winsconsin, disse que ele está emocionado com a ordenação. “Qualquer um que conheça Scott vê seu extraordinário dom como pastor, sua habilidade de pregar a palavra, sua humildade”, disse Sauer.


Conservadores questionam
Mas membros mais conservadores como Tom Hay, diretor de operações da Assembleia Geral da Igreja Presbiteriana, ameaçaram abandonar a Igreja. ”Os episcopais, luteranos, a Igreja Unida de Cristo: todos deram esse passo e tiveram perdas”, afirma Hay. “Acho que nós perderemos também”.
Várias razões foram citadas pelos defensores das mudanças na Igreja Presbiteriana, entre elas a tendência à aceitação da união do mesmo sexo na sociedade americana e o pouco interesse, entre membros do próprio clero, de continuar com o debate.
O pastor Scott Anderson conta que decidiu que queria ser pastor no ensino médio, e que só anos depois descobriu sua orientação sexual. No primeiro ano como seminarista, se apaixonou por outro homem.
“Naquele momento, eu tive que tomar a decisão: Sigo a regra e continuo no armário, ou saio, passo a ser honesto comigo mesmo e deixo o seminário?”, conta.
A primeira opção foi pela religião. Anderson diz que esperava que a decisão fosse recebida com rejeição, mas a resposta por parte de sua então congregação o surpreendeu: recebeu apoio emocional e um cheque para cobrir os estudos regulares. Ele acabou indo para uma congregação diferente.
A ordenação deste sábado significa que ele passará a ter as tarefas que já tem. A diferença é que poderá novamente realizar sacramentos.
Para o pastor, ao aceitar homossexuais a Igreja Presbiteriana ficará mais fortalecida.”Isso realmente mostra para a sociedade que temos uma Igreja que não fala apenas em ser criado à imagem e semelhança de Deus e sim que somos criados para se relacionar uns com os outros. Isso dará à Igreja Presbiteriana muito mais integridade em seu testemunho da fé cristã”, disse.
Fonte: Notícias Cristãs


Nota:  Apesar de ter origens na PCUSA, a IPB não mantém relações fraternas com a mesma.

'''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''''


Domingo, 06 de Novembro de 2011

Igreja faz ordenação de lésbica‏

Eva Brunne, recebe o comando da diocese de Estocolmo do arcebispo da Suécia, Anders Wejryd

ESTOCOLMO: A Igreja Luterana Sueca, informa ter ordenado seu primeiro bispo abertamente gay (bispa lésbica), apenas duas semanas depois de ter dado a seu clero o direito de formar casais homossexuais.  E com isso, Eva Brunne, foi ordenada episcopisa da diocese de Estocolmo, em cerimônia realizada.

Eva Brunne, vive em “parceria registrada” com outra mulher.  A “parceria” é um tipo de união civil entre lésbicas e gays suecos, usada antes da legalização do casamento homossexual, o que ocorreu neste ano.  O casal tem um filho. “É muito positivo que nossa Igreja dê o exemplo aqui e me escolha para o episcopado com base em minhas qualificações, quando se sabe que pode haver resistência em alguns setores”, disse Eva, em entrevista.

A porta-voz da episcopisa, Annika Sjoqvist Platzer, disse desconhecer, se outras lésbicas assumidas, já haviam atingido o episcopado em igrejas de outros países. No entanto, a Igreja Unida de Cristo, uma denominação baseada nos Estados Unidos, tem diversos gays e lésbicas no posto de “ministro da conferência”, uma designação semelhante à de bispo, disse o porta-voz J. Bennett Guess.

Eva Brunne, que foi eleita episcopisa de Estocolmo em maio/2009, mas só recebeu a ordenação oficial  agora, onde disse não ter encontrado muita resistência dentro da Igreja por conta de sua orientação sexual.

A Igreja Sueca se tornou mais aberta para as minorias sexuais em anos recentes, embora alguns sacerdotes ainda apresentem resistência.  O ex-arcebispo Gunnar Weman, protestou contra a ordenação, dizendo que ela é “incompatível com a sagrada escritura da Igreja”. A Igreja da Suécia tem cerca de 7 milhões de membros, mas poucos assistem aos cultos, em um país amplamente secularizado.
Be the first to like this post.